Rio de Janeiro (21) 3272-7407 | Campinas (19) 99605-0897

A Constelação Familiar Sistêmica, diferentemente da mediação e da conciliação, é um método terapêutico utilizado para tratar questões físicas e mentais, a partir da manifestação das dinâmicas ocultas de uma família ou até mesmo de um sistema empresarial. É importante ressaltar que a técnica da constelação não tem qualquer viés religioso e leva em consideração, dentre outros estudos, a física quântica.

A Constelação no Direito Brasileiro, teve grande divulgação através do juiz Dr. Sami Storch, da 2ª Vara de Família de Itabuna/BA, premiado pelo CNJ. O seu programa tinha o intuito de promover constelações sistêmicas prévias, antes mesmo da audiência de conciliação e mediação.

Atualmente a técnica, além da mediação e da conciliação, vem sendo utilizada em diversas Unidades de Justiça de, pelo menos, 16 Estados e o Distrito Federal, no intuito de ajudar a solucionar conflitos na Justiça brasileira.

A medida está em conformidade com a Resolução 125/2010 do CNJ, que estimula práticas que proporcionam o tratamento adequado dos conflitos de interesse do Judiciário. O que se nota é um comportamento cada vez mais sincronizado do Judiciário e de seus colaboradores em implementar as diversas formas pacíficas de soluções de conflitos, proporcionando aos cidadãos uma maior autonomia sobre a sua própria vida, gerando satisfação e eficácia na resolução, muitas vezes, definitivas de suas controvérsias.

Importante pontuar que o Ministério da Saúde incluiu a Constelação Familiar no rol de procedimentos disponíveis no Sistema Único de Saúde. Incluída no escopo das Práticas Integrativas e Complementares (PICs), a constelação enquadra-se como uma forma de terapia complementar que pode contribuir para a saúde e bem-estar da população.

 

Como é utilizada a Constelação na advocacia?

A constelação familiar sistêmica revela a verdade fundamental que mantém a situação conflituosa. Ela atua de forma energética e visa solucionar determinado conflito. Sua dinâmica consiste em montar o sistema relativo ao tema que o cliente pretende trabalhar e entrar em contato com o campo morfogenético daquele sistema, trazendo ao mesmo todos os elementos que são envolvidos na questão. Funciona de forma simples: Mediante o agendamento de uma sessão de constelação e após uma explanação prévia do caso, o cliente comparece no escritório ou até mesmo em um ambiente virtual, oportunidade em que o constelador, que funciona como um terceiro facilitador, utilizando-se de elementos representativos do campo (pessoas, objetos, números...), observa as manifestações que ali se apresentam, conduz a dinâmica e promove o alinhamento do sistema, tomando por base as leis que regem as constelações. Após a sessão, o cliente adquire um novo olhar sobre o problema e assim, de posse das novas informações, escolhe a melhor decisão a tomar.

É importante compreender que a constelação serve como uma lupa sobre a real questão que leva ao conflito. É a possibilidade de acessar e visualizar seus sistemas inconscientes de ação e automatismo que por ressonância criam, levam e mantêm os conflitos. Utilizando-se dessa ferramenta, é possível identificar o verdadeiro cerne da questão, o problema em si e, uma vez revelado, as próprias partes chegam ao entendimento quase que definitivo sobre a solução do mesmo. Esse contato possibilita identificar os motivos que possam ter ocasionado um desequilíbrio sistêmico e o que pode ser feito para solucioná-lo e realinhá-lo.

Diante do novo olhar e com a anuência das partes, formaliza-se o acordo, pondo fim aos conflitos e, consequentemente, aos processos judiciais, o que, por sua vez, desafoga o Judiciário. Em inúmeros casos, quando as partes optam pela realização da constelação em fase anterior ao ingresso na Justiça, o processo judicial não se faz necessário, resolvendo-se os conflitos fora do ambiente judicial.

 

Por que utilizar a Constelação Sistêmica e quais os benefícios e resultados podem sem obtidos?

O Direito Sistêmico, além de trazer resultados favoráveis para os envolvidos, tende a diminuir custos, desafogar o fluxo de processos que vieram se acumulando ao longo dos anos, bem como diminuir o número de novos processos que chegam a cada dia. E para os processos já em curso, as partes que optam pela realização da constelação sistêmica, podem verificar na prática a redução do tempo de finalização do processo. Um bom exemplo da atuação da constelação sistêmica se dá nos processos de inventário, geralmente bastante demorados que, após a aplicação da técnica de constelação, em poucos meses estão finalizados.

É comum também, por exemplo, nos processos de divórcio e partilha de bens. O que se vê na maioria dos casos são casais divergindo sobre os bens e valores a serem partilhados. Nesse caso, a atuação da constelação dá ao cliente um novo olhar sobre os pontos conflitantes, fazendo-o entender o que há de oculto naquele conflito e, diante desse novo olhar e entendimento, as partes obtém mais facilmente um acordo que agrade a todos, sem gerar novos pontos de conflito.

A visão sistêmica do Direito associa as normas legais já existentes com as técnicas terapêuticas, o que amplia sua função e traz benefícios para a vida de todos os envolvidos. Atualmente, torna-se imprescindível essa combinação, haja vista que as pessoas estão percebendo que os problemas são resolvidos a partir de si próprias e que a solução mais desejada e adequada pode ser buscada através delas mesmas.

A constelação familiar e sistêmica pode ser aplicada em questões familiares, organizacionais, empresariais, independente do porte e do tipo de atividade profissional, trazendo a todos, pessoas físicas ou jurídicas os benefícios práticos de redução de custos para o ingresso de um novo processo e, para os processos já existentes, a diminuição do tempo de duração do processo, isso, é claro, sem contar nos benefícios emocionais e o menor desgaste das pessoas envolvidas.

 

O que o MAP oferece?

Além de todas as soluções jurídicas que o MAP oferece de forma personalizada a seus clientes, também contamos com uma equipe de profissionais, advogados e terapeutas, que tem formação técnica e experiência para a aplicação das técnicas da constelação familiar e sistêmica em pessoas, grupos familiares, grandes e pequenas empresas ou organizações. O diferencial também oferecido pelos profissionais do MAP é a aplicação conjunta das técnicas da constelação com as técnicas da Programação Neuro Linguística (PNL) e dos processos de coaching, visando a obtenção do melhor resultado para o cliente e para o processo.

Valorizamos as pessoas, as parcerias, as experiências, a ética e o resultado. Como todos os serviços oferecidos pelo MAP são feitos de forma personalizada a necessidade de cada cliente ou demanda, igualmente na constelação aquele cliente é único e traz com ele toda a sua história e sua experiencia e isso é muito valorizado.

 

Esse método foi desenvolvido pelo psicoterapeuta alemão Bert Hellinger que, como sacerdote católico viveu e trabalhou durante 16 anos como missionário na África do Sul, junto à comunidade dos Zulus e, após deixar a ordem religiosa, dedicou-se a uma formação terapêutica diversificada que abrange desde a psicanálise até a terapia familiar, incluindo a terapia primal, a terapia da Gestalt, a análise transacional e a hipnoterapia. Sua contribuição baseia-se numa visão integral e profunda da realidade humana. Hellinger começou sua pesquisa sobre o fenômeno da representação em 1978 e descobriu as ordens básicas da vida. Essas ordens formam a base da constelação. Através das técnicas da constelação, é possível identificar acontecimentos que, mesmo desconhecidos, podem trazer problemas para a vida de uma pessoa ou de uma organização.

 

 

× Como posso te ajudar?